14 de maio de 2011

Ondine e outros filmes

     Infelizmente não tenho atualizado o blog com a freqüência que eu gostaria, até por que estou envolvido com alguns fanzines que pretendo lançar em breve. Alguns filmes que vi recentemente acabaram ficando sem resenha aqui, então vim falar pra vocês um pouquinho do que tenho assistido.
     O primeiro que venho comentar é Ondine. Ondine é um filme bem peculiar. A princípio achei que a trama seria simplória e sem muitos atrativos, mais admito que valeu a pena, em especial pelo final, que óbvio, não revelarei pois estragaria toda a trama. O longa de Neil Jordan não gera grandes debates, mais traz uma proposta bem específica: o acreditar nos contos de fadas. Em um mundo como o nosso, talvez um pouco de misticismo seja fundamental, afinal, a dura realidade nos torna cada vez mais vazios e discrentes.  

     Ondine tem tons sombrios, que se revelam com sutileza na fantástica fotografia de Christopher Doyle (Herói - Zhang Yimou). O filme se arrasta em determinados momentos, mais a idéia de que Ondine (Alicja Bachleda) é uma espécie de sereia/foca nos prende, para ficarmos até o final e descobrirmos quem é esta mulher misteriosa, que mudou a vida de Syracuse (Colin Farrell) e sua filha Annie (Alison Barry). 

     Syracuse é o palhaço da cidade, e recebe desprezo de  muitos, inclusive de sua ex-mulher. O motivo é que ele se embriagava e vivia assim, como um palhaço para todos. Mesmo se afastando da bebida, ele ganhou o apelido de Circus (trocadilho com o seu nome). Em um belo dia de pesca, Syracuse ao puxar sua rede, se depara com uma linda mulher. Ela diz ter perdido a memória e se auto nomeia Ondine. O que parece um contos de fadas um tanto quanto sombrio, se mostra uma realidade bem crua no final. Eu recomendo. Gostei de ter visto. Agradável e interessante!


     Outro que vi foi "O Turista". O filme é legal, mais peca muito na originalidade. O longa é muito previsível, mais tem boas tiradas de ação. Um bom filme para a seção da tarde. Angelina Jolie e a belíssima Elise, amante de um homem que desapareceu e fez uma cirurgia de face, mudando absolutamente a sua aparência. Frank, interpretado pelo sem sal  Johnny Depp, aparece como turista, mais logo de cara se presume que na verdade ele é o amante pelo qual Elise proucura, mais que agora, tem uma nova face. 

      O filme me marcou mais pela luxuosa locação em Veneza, uma das cidades mais sensuais, na minha opinião. O filme é realmente fraco e entrega tudo logo de cara, mais se você quer um filme apenas para se divertir, sem ter de pensar enquanto assiste, este é o filme... Poderia ser bem melhor!

     "O Pequeno Grande Guerreiro" com o jackie Chan é um ótimo filme. Trata-se de um épico que busca fundo algumas atitudes sortidas da história chinesa. O filme tem pitadas de comédia, como já era de se esperar de um filme com o Jackie Chan, e isso, eu diria, é o grande segredo do filme, que de outra forma, seria um tanto quanto sombrio...O filme traz uma bela fotografia e ótimos atores. Não é o melhor filme de Chan, mais com certeza vale a pena! No enredo básico, temos um soldado que ama a sua terra natal, e para conseguir uma boa quantidade de terra, ele seqüestra um jovem general e pretende lucrar com a sua cabeça. O final não é tão previsível e pode ser triste de certa forma...Mais tá valendo.

Um comentário:

  1. O Turista eu gostei :)! O outro ainda não vi eu acho... Taka eu esqueçooooooooooooooo kkk mas quase certeza que não kkkk vl os pots :)

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar seu comentário. É muito importante pra mim saber o que estão achando do blog e dos assuntos comentados. Arigatou!!^^
PS: Não aceitamos comentários Anônimos. Grato por se identificar!