6 de março de 2011

Filmes Que Andei Vendo...(parte 2)

     Para dar continuidade, esta aqui mais uma leva de alguns filmes que vi nestas últimas semanas. Alguns bons, outros ótimos, e poucos bem mais ou menos, mas cada um com seu charme particular.

     A Casa do Lago  foi uma surpresa deliciosa. Muitos já haviam me recomendado o filme, mas de longe imaginei que realmente valesse a pena. Se soubesse que tinha uma linha de ficção, talvez tivesse corrido atrás antes. O filme traz o romance de Kate (Sandra Bullock) e Alex (Keanu Reeves). Ambos estão separados pelo tempo, mais precisamente separados por dois anos de distância. Não vou dar spoilers, pois acho mesmo que vale a pena pegar o filme para dar uma olhada, mas não espere nada fenomenal. É bacana o romance dos dois, que surge a partir de uma linda casa no lago...Mas a inovação esta na questão tempo. Alex vive no passado e Kate no futuro. Ambos estão ligados pela cadela de kate e pela misteriosa casa do lago...Vale a pena uma espiada.

     Má Companhia, um filme que se passa na véspera de Natal. Típico filme lançado no final de ano....Quer dizer, nem tão típico assim. Kate (Kelly Macdonald), ao sair do prédo onde trabalha, percebe que esta nevendo, e ao olhar para cima, então vê que um homem está prestes a se jogar do prédio vizinho.

     O filme não é lá muito interessante, e não vou recomendar que corram atrás, no entanto eu curtiu. Não verei o filme tão cedo (se é que o verei novamente), mas em todo o caso valeu pela trama policial, que é simples mas me interessou o relacionamento dos personagens. O final também não é nada conclusivo ou satisfatório, mas de fato, detesto finais previsíveis. Nem a atuação de Michael Keaton (Batman-O Retorno) esta valendo a pena aqui, mas assisti por curiosidade. Destaque para a atuação de Kelly Macdonald. excelente. 


     Divã...E pra não deixar os filmes nacionais (que eu adoro acompanhar) de fora, peguei Divã, com Lilia Cabral para ver, e de cara recomendo a todos. Maravilhosa atuação de Lília Cabral no papel de Merecedes, mulher de meia idade que se divorcia do marido e vive experiências bem interessantes na sua nova vida de solteira. O bacana é que ela acaba se envolvendo apenas com rapazes mais novos, o que deixa o filme bem divertido, como a parte em que seu namorado (Cauã Reymond) a leva numa balada gay para curtir a noite. Quase morri de rir com ela no banheiro tentando tirar uma meia calça (ou cinta) que a deixaria com os contornos mais acentuados para ficar com o garotão...Divertidíssimo. O filme carrega bem no drama e na comédia. Vale a pena uma espiada.

     Não preciso nem dizer que  adoro a Milla Jovovich. Passeia  admirar a moça desde O Quinto Elemento (que é um dos meus filmes de estimação)...Mas Residente Evil 4 realmente não deveria ter sido filmado. O filme é bem ruim, e caiu no vício atual do cinema: Mais 3D, menos roteiro. Assistam por sua conta e risco...Sem mais.




     King of Fighters - A Batalha Final : Mais um filme de jogos. Eu amava o jogo que fez a minha cabeça em um momento maravilhoso da minha vida. Eu cursava Informática em uma instituição onde podíamos jogávamos no Fliperama de graça por horas...Mas voltando ao filme. O longa mostra uma empresa desenvolvedora de um equipamento de realidade virtual que transporta o jogador para a realidade da luta. Eles acumulam pontos até se tornarem o Rei dos Lutadores. Eu gostei da premissa da história...Mas o filme peca muito em diversos aspectos...No entanto é um filme típico de 'sessão da tarde'...Eu gostei.

     Bom, ainda tem uma pilha de filmes aqui pra citar...mas vou deixar para o próimo post, ok.

Um comentário:

  1. Ahh! Não gostei do q vc falou sobre o Resident Evil T_T
    Mas paciência, ninguém é obrigado a gostar das mesmas coisas ^^
    Eu gostei do filme, já assisti umas 5 vezes, 2 delas no cinema, 3D e comum ._.
    Se parece em várias partes com o game Resident Evil 5 =]

    ResponderExcluir

Obrigado por deixar seu comentário. É muito importante pra mim saber o que estão achando do blog e dos assuntos comentados. Arigatou!!^^
PS: Não aceitamos comentários Anônimos. Grato por se identificar!